domingo, 5 de agosto de 2012

Um Tesouro

Recebi de Airton da Costa Soares um maravilhoso Tesouro, 56 partituras digitais, editadas pela violonista Maria do Céu do violonista e compositor Francisco Soares de Souza.
Foi uma doação a Escola de Música MACRISAN, a qual também possui esta Rádio. Isso é maravilhoso. Só posso agradecer.

Palavras de Airton da Costa Soares, sobrinho de Francisco Soares de Souza:

"Prezado Marcelo Torca,Estou lhe fazendo a 1ª dedicação de 56 Partituras digitalizadas em computador pela violonista Maria do Ceu em PDF e Zipadas com as composições deixadas pelo tío" Francisco Soares de Souza", facilitando muito a minha divulgação.Agradecemos a Maria do Ceu que resgatou, gravou 02 CD`s e  publicou uma Monografia com toda a Obra Violonistica , para Piano e Canto composta pelo referido autor.Faço votos para que os alunos da Escola de Música Macrisan façam bom uso deste Acêrvo. Abraços, Airton da Costa Soares"

DADOS BIOGRÁFICOS DO VIOLONISTA E COMPOSITOR-
"FRANCISCO SOARES DE SOUZA" (IN MEMORIAM).

   Francisco Soares de Souza, violonista e compositor, nascido em Quixadá, Ceará, no dia 22 de novembro de 1905  e  falecido em Fortaleza, Ceará, em 1º de  novembro de 1986.
  Autodidata por excelência, compôs e escreveu 47 peças para violão, 09 para Piano e Canto,  em parceria com poetas cearenses. Fez 12 transcrições para as composições do violonista cego Levino Albano da Conceição (ex-professor do consagrado Dilermando Reis) e várias outras de diversos autores.
   Gravou na Philips, em 1961, no Rio de Janeiro, o LP-630 - 442L, intitulado "Um Recital no Clube do Violão" com 10 composições de sua autoria; o "Chôro Faísca" do violonista cearense  Gustavo Araújo e o "Chôro Triste" do pernambucano Alfredo de Medeiros.
   Em 1990, teve 04 composições gravadas pelo consagrado violonista Sebastião Tapajós, acompanhado por João Cortêz na  percussão, no Estúdio Visom Digital do Rio de Janeiro; no LP Brasilidade-Chôros: ‘Samburá’, ‘Chôro Terno’, ‘Caboré II’ e ‘Valsa de Esquina’, sendo esta gravada em 1961 com o nome original de ‘Retalhos de Luar’.  Posteriormente as três composições foram gravadas nos CD(s): "Sebastião Tapajós Ontem e Sempre", "Sebastião Tapajós Virtuoso" e "Percussão Contemporânea Brasileira".
   Foi publicado em Paris (França) o Álbum "Dez Serestas Brasileiras” (Collection Delia Estrada) pela Editions Henry Lemoine com dez (10) de suas composições, distribuído na Europa, USA, Japão, etc., e 04 composições gravadas pela violonista Cristina Azuma no CD ‘GUITARE PLUS-BRÉSIL&ARGENTINE’, distribuído pala Harmonia Mundi.
   A violonista carioca Maria do Céu gravou 02 CD(s) intitulados:"Chôros do Ceará" e "Ceará de Chôro e Valsa", e escreveu uma importante monografia, resgatando toda a obra deixada por Francisco Soares de Souza. Já o violonista Glênio Damasceno Borges escreveu a monografia "Analise e Interpretação de quatro Peças de Francisco soares de Souza (1905-1986), apresentada ao Departamento de Música e Artes Cênicas da Universidade Federal de Uberlândia (MG), como requisito à obtenção do grau de Bacharel em Violão, sob a orientação do Professor Maurício Tadeu dos Santos Orosco (composições analisadas: ‘CABORÉ I’, ‘CHORO TERNO’, ‘SAMBURÁ’ e  VALSA DE ESQUINA’.
   O Prof. de Violão  Marco Túlio Ferreira da Costa, do Departamento de Música da Universidade Federal do Ceará (UFC), defendeu a sua Tese de Doutorado sobre o Violão Clube do Ceará, analisando as composições do Francisco Soares de Souza, Aleardo de Freitas e outros.
   O Professor Decano e Ex-Diretor, Luiz Otávio Braga, da Escola de Música da Universidade do Rio de Janeiro (UNI-RIO) revisou todas as partituras escritas por Francisco Soares de Souza, mantendo a digitação original do autor e fez a transcrição do Prelúdio Nº 2 .
    O Professor de Violão Frank Michael Carlos Kuehn,  Licenciado em Música  pela UFRJ ,Mestre 

Rádio


Grupo%20Instrumental
Quantcast